5 sinais de que é hora para que seus pais deixem de morar sozinhos.

Considerar a ideia de alojar um pai idoso numa casa de cuidados não é agradável para ninguém.

Você deseja poder estar lá cada segundo para cuidar das necessidades deles. Eles não querem deixar a casa que amam.

Em alguns casos, a dinâmica de envelhecimento de um pai adulto pode tornar-se um verdadeiro desafio, você não está nem totalmente consciente do que você está testemunhando. “Não é que os filhos adultos não reconheçam sinais de envelhecimento em seus pais, é que eles não querem reconhecer”, diz Carla Sutter, diretora de operações da Synergy HomeCare. “Eles podem deixar algumas pequenas coisas passarem em branco para que não pareçam uma grande coisa. Infelizmente, é nessas horas que as crises acontecem.” Quanto mais cedo você aceitar o envelhecimento da sua mãe ou do seu pai, mais cedo você pode discutir suas preocupações com eles e planejar os serviços que podem ajudar a evitar o desastre, diz ela.

Então o que você deve observar quando você realmente, realmente não quer reconhecer o que está acontecendo? Aqui estão alguns dos pontos a serem observados:

Machucados e contusões

Existe a possibilidade de que sua mãe não vá admitir que tropeçou no tapete da sala ou caiu nas escadas. “Os idosos raramente contam quando algo acontece, porque eles têm medo de imediatamente serem levados para um lar de idosos”, diz Sutter. Em vez disso, faça seu trabalho de detetive. Contusões podem ser um sinal de quedas que sua mãe não está te contando. O mesmo vale para móveis reorganizados. “Talvez um vaso que sua mãe sempre amou não esteja mais a vista e ela diga que o tirou da mesa”, diz Sutter. Isso poderia ser orgulho encobrindo o fato de que ela o quebrou quando ela caiu.

Com casais mais velhos, as quedas podem colocar pressão extra em pessoas menores, mesmo que sejam as mais resistentes, diz Bina Colman, gerente de cuidados geriátricos com a empresa de assistência médica pessoal Wellthy. “Os homens são geralmente os maiores do casal, e uma esposa pode não ser capaz de segurar um homem maior”, diz ela. “Eles realmente não deveriam estar em casa sozinhos.” No mínimo, ela diz, a instalação de barras médicas em toda a casa pode ajudar a limitar o risco de queda.

Erros médicos

Você dá uma olhada no pote do remédio prescrito da sua mãe no balcão – e parece terrivelmente cheio. “Se o remédio tiver sido prescrito há 30 dias e ainda restam 24 comprimidos, ela não está tomando seu remédio corretamente”, diz Sutter. Se é porque ela fez uma escolha ou esqueceu, sua saúde pode estar em risco. “O uso indevido de medicamentos é um dos fatores-chave para as pessoas acabarem no hospital”, diz ela. Encontre uma maneira gentil de perguntar o que está acontecendo em relação às medicações. É possível que a solução seja tão simples quanto pegar um organizador de pílulas para ela, diz Colman, mas um cuidador em casa ou em um lar de idosos pode estar melhor preparado para garantir a segurança da medicação.

Dificuldades para dirigir

Esse é outro assunto em que sua mãe ou seu pai provavelmente não vão confessar imediatamente. “O carro é o último sinal de independência”, diz Sutter. “É a coisa mais difícil de conversar com as pessoas.” Mamãe pode admitir que ela começou a ter mais problemas com a direção, ou você pode notar que ela não está participando de eventos que costumavam ser rotineiros em seu calendário social, dizendo que ela só vai quando um amigo for dar carona. Mas pode haver sinais visíveis no próprio carro. “Verifique se há mais amassos no carro, ou danos no espelho lateral de ficar muito perto da borda da porta da garagem, por exemplo”, diz Sutter.

Tenha em mente as grandes consequências que essa aversão a dirigir pode ter, diz Colman. Pais idosos que não estão te dizendo que não estão mais confortáveis dirigindo podem estar deixando de ir a lugares impo

rtantes que costumava ir dirigindo, como a mercearia ou consultas médicas.

Mudança na aparência

Pequenos detalhes podem ser alguns dos primeiros sinais de que a vida em casa não é tão segura quanto antes. “Um dos primeiros sinais de demência de uma mãe de um amigo foi que ela veio a um dos eventos de seus netos com roupas sujas”, diz Sutter. “Meu amigo sabia que sua mãe nunca teria aparecido desse jeito anteriormente, provavelmente era cerca de 5 anos antes de ser diagnosticada com demência, mas era uma pequena dica”. Outras mudanças de aparência podem incluir um novo penteado, perda de peso, ou vestir as mesmas roupas por vários dias seguidos. Você vai precisar de seu chapéu de detetive novamente: Essas quebras na rotina não são sempre devidas a um pai idoso esquecer de tomar banho, ir ao salão, ou comer. “Pode ser depressão, pode ser que eles tenham medo de dirigir e não possam ir ao salão de beleza ou a mercearia”, diz Sutter.

Esquecimentos anormais

Todo mundo tem pequenos deslizes. Os especialistas estão menos preocupados com quantas vezes alguém esquece onde colocou suas chaves do que com a pessoa que encontra as chaves e esquece para que elas são usadas, diz Sutter. Quando você está pensando se é ou não seguro para um pai esquecido ficar em casa, procure problemas de memória que estão bem fora do normal, como ligar para verificar como você estava quando o visitou ontem, planejando um jantar familiar, mas esquecendo de cozinhar o prato principal, ou perdido pelo bairro, sem saber ao certo o caminho de casa.

O que fazer se esses sinais parecem familiares…

Converse calmamente com seus pais sobre suas preocupações, diz Colman. Reitere que você está sugerindo uma nova situação de vida porque você os ama e se preocupa com a sua saúde e segurança. Certifique-se de ter feito sua pesquisa antes de sugerir qualquer lar particular, ela acrescenta. Fatores de custo, localização e atividades oferecidas lá. Verifique se o seguro pode ajudar e se um lar de idosos é a opção menos invasiva e restritiva que se adapta ao seu orçamento, diz Sutter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here