6 coisas que você não deve dizer a uma mulher que não quer ter filhos

Sou uma pessoa legal. Sinceramente. Eu posso manter uma conversa muito bem, navegando por assuntos complicados, como política e religião.

Mas há um tópico que me deixa atordoada e cuidadosa com as palavras: Quando alguém decide explorar a falta de bebês na minha vida.

Há um rápido olhar de piedade e um rápido, “oh, sinto muito” (Você deve sentir, apenas por tocar no assunto). Outras vezes, são perguntas muito íntimas (“Nós nos conhecemos há cinco minutos e você está perguntando sobre meu útero ??!”). E então, existem as suposições humilhantes: “Você ainda não encontrou o cara certo.” “Você deve ter problemas no departamento de fertilidade.” “Você está muito focada em sua carreira.” Eu tenho o foco da sua carreira bem aqui…

Suzie Wright, 55 anos, diz que se depara com olhares tristes e desculpas quando as pessoas descobrem que ela não tem filhos. “Quase todo mundo supõe que eu queria filhos, mas não pude tê-los”, ela diz, “e não é verdade”. Kathleen Keating, uma não-mãe de 48 anos, acrescenta que são as perguntas que outras pessoas fazem quando descobrem que ela não tem filhos que realmente a incomodam: “Eu recebo um monte de perguntas como ‘Por que você não tem filhos? ’ e ‘você não queria filhos?’”, ela diz. “Que tal não fazer a pergunta?”, diz Keating. E Laura Fredrick, de 27 anos, diz que alguns dos comentários que ela recebe são francamente rudes. “’Você vai mudar de ideia’ e ‘você é egoísta’ são os dois que eu mais recebo – e desprezo”, diz ela.

Kathy McCoy, uma terapeuta de casamentos e família, licenciada e sem filhos, diz que ela pode lidar bem com isso tanto num nível profissional quanto pessoal. “Não pensaríamos em perguntar a uma mulher com filhos, ‘Por que você teve filhos, afinal?’ ou “Por que você tem tantos filhos?” – mas para a mulher sem filhos é aceitável”, diz ela.

Isso precisa mudar, diz Tamur Gur, professora assistente de psiquiatria e especialista em saúde comportamental e mental das mulheres no Centro Médico Wexner da Universidade Estadual de Ohio. “A coisa mais importante a ter em mente ao falar com uma mulher ou homem sem filhos é que, a menos que tenham contado a você, você literalmente não tem ideia por que eles não têm filhos”, diz ela. “Isso torna a situação um prato cheio de possibilidades de ofendê-los, o que significa que não há praticamente nada que seja aceitável para se dizer”.

Aqui está o que não dizer da próxima vez que você estiver conversando com alguém que não tem filhos:

– “Por que você não tem filhos?”

Essa cai na categoria de “não é da sua conta”, diz Gur. Claro, existem exceções. Você pode se sentir confortável a fazer essa pergunta uma vez que você conheça a pessoa e esteja num nível de amizade onde vocês estão começando a contar detalhes pessoais uns sobre os outros. Mas até então, é importante lembrar que a resposta a essa pergunta pode trazer respostas muito pessoais e potencialmente muito tristes, acrescenta McCoy. O que importa é: não levante o assunto, a menos que seu (sua) amigo (a) sem filhos traga o assunto à tona. E mesmo assim, aja com cautela.

– “Eu sinto muito”.

Laurie Rose, uma não-mãe de 50 anos, diz que este comentário provoca uma forte reação nela, que responde algo assim: “Eu não sinto muito, foi uma decisão que eu tomei, não é uma questão médica para mim e nem é algo que eu lamente”, diz ela.

Na próxima vez que você estiver prestes a oferecer suas condolências a uma mulher sem filhos, cuja história de vida você não conheça, imagine ela respondendo algo nesse sentido – e veja como isso te faz lembrar da beleza de simplesmente balançar a cabeça em concordância, diz Gur.

– “Você já tentou [insira um novo procedimento de fertilidade aqui]?”

Esta pode vir de uma intenção útil, bem-intencionada, mas é certamente pressupor que a pessoa com quem você está conversando está realmente tentando ter um filho – e é infértil. Mesmo que você saiba que ela pode estar tentando, existem maneiras melhores de oferecer seu apoio, diz Elizabeth Yuko, uma bioética especializada em ética reprodutiva. “Dizer coisas como ‘relaxe’, ‘você engravidará quando parar de tentar tanto’ ou ‘você deveria consultar com o Dr. Fulano’, são igualmente inúteis”, diz ela. “Confie em mim, se uma mulher quer engravidar, ela provavelmente fez sua pesquisa e provavelmente está se esforçando muito”, diz ela.

– “Se você não tem filhos, quem cuidará de você quando você for mais velho?”

Quer saber como um monte de pessoas sem filhos gostaria de responder quando ouvem essa pergunta? Seria algo do tipo: “Por que você está tão certo que seus filhos vão cuidar de você?”, diz Gur.

– “O que você faz com todo seu tempo livre?”

Isso é muito irritante: “Isso totalmente despreza o estresse e as cargas de trabalho das mulheres que não têm filhos”, diz o psicoterapeuta e treinador de relacionamento Toni Coleman, LCSW. “Além disso, assumir que uma mulher sem filhos tem todos os tipos de lazer, sugere que ela gosta assim, quando realmente ela poderia estar sofrendo porque ela não é capaz de ter filhos ou ela não está em um relacionamento onde isso é um objetivo compartilhado”, diz ela. “É insensível e presunçoso.”

– “Você vai mudar de ideia”.

Quando as pessoas dizem isso a Melissa Vitale, ela diz que se sente ofendida em sua capacidade de tomar decisões. “Eu fui babá por 22 anos, gastando o tempo com primos mais novos, e sentando-se ao lado de crianças barulhentas em restaurantes. Eu já tive até mesmo um projétil de vômito infantil atirado em mim em um bar,” diz Vitale. “Não é responsabilidade de ninguém me dizer o que eu vou ou não vou querer no futuro.” Comentários semelhantes para evitar: “Mas você seria uma ótima mãe!” “Vai acontecer para você um dia!” e “Não se preocupe, você ainda tem tempo!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here