7 maneiras de ser mais corajoso em seus relacionamentos

Ter medo de comunicação é algo completamente normal.

Se você já teve medo de pedir um aumento, discutir um assunto tenso ou irritante com seu cônjuge, ou convidar um amigo em potencial para jantar fora, então parabéns! Você é humano.

Mas há passos que você pode dar para abrir-se à vulnerabilidade e agir de forma mais destemida – e seus relacionamentos se fortalecerão como resultado.

“Ser “destemido” significa saber que você tem medo, saber que é normal e, em seguida, aprender maneiras de enfrentar seus medos de uma forma adulta”, diz Julienne Derichs, uma conselheira clínica profissional licenciada em Chicago. “Encontre maneiras de desafiar seus medos, colocando seus pensamentos negativos em perspectiva. Pergunte a si mesmo, ‘o que é a pior coisa que pode acontecer se eu …?’”. Preencha o espaço em branco.

Embora identificar seus medos possa exigir ajuda de um conselheiro profissional, muitos de nós compartilham medos comuns, como medo de ser julgado, medo de ficar sozinho, medo de mudanças e medo do fracasso, diz Derichs. Naturalmente, esses medos afetam cada um de nós de maneiras diferentes.

“O que é vulnerável para mim, não será necessariamente vulnerável para você”, diz Darcy Sterling, LCSW, uma especialista em relacionamentos e apresentadora do programa “Famously Single” do canal E!. “Eu sou alguém que pode lidar com a rejeição profissional como um campeão, mas se eu sinto a rejeição vindo em relação à minha vida pessoal, eu sou do tipo que aciona o gatilho primeiro, em vez de estar no lado que recebe o tiro”.

Com seus bloqueios mentais em mente, desafie-se a tentar algumas dessas maneiras aprovadas pelos especialistas para ser mais destemido a cada dia:

– Responda honestamente.

Da próxima vez que um amigo lhe perguntar como você está, resista ao desejo de respondê-lo imediatamente com um “tudo bom” ou “ótimo”! Conte a ele uma realização recente da qual você se orgulha, ou considere contar um conflito pessoal pelo qual você está passando, diz Sterling. “Confiar a alguém nossos verdadeiros sentimentos diz a essa pessoa que nós confiamos nela”, diz ela. E há uma boa chance que sua honestidade traga mais honestidade em troca.

Inicie o sexo.

Ser corajoso no quarto reforça seu interesse pelo seu parceiro, mas mesmo em relacionamentos a longo prazo, é mais fácil dito do que feito. “Isso nos abre para a rejeição”, diz Sterling. “Mas quando nosso parceiro não nos rejeita e, em vez disso, nos recompensa, isso fortalece nossos vínculos”.

Clique e saiba como…

– Converse com um estranho.

Desgrude o rosto da tela do seu telefone e converse com alguém na fila no Starbucks, ou converse com o seu vizinho de tapete na aula de yoga. “Estamos todos tão conectados à comunicação on-line que a arte de falar parece ter sido perdida”, diz Nikki Goldstein, PhD, uma especialista em relacionamentos na Austrália. “Aqueles que nos rodeiam têm muito para trazer para nossas vidas e você nunca sabe quem você vai encontrar ao longo do caminho”.

– Peça ajuda quando você precisar.

Parece tão simples, mas muitos de nós não fazemos isso. “Em um relacionamento íntimo, ser destemido significa correr o risco de pedir o que você precisa”, diz Patricia O’Gorman, psicóloga do NYS e autora de “The Girly Thoughts 10-Day Detox Plan”. Isso pode significar “perguntar ao seu marido, enquanto vocês dois voltam para casa do trabalho, para ele ajudar seus filhos com a lição de casa para que você possa obter algum descanso extra.” Não se sinta obrigada a fazer tudo sozinha.

– Aceite um elogio com graça.

“A maioria das pessoas costuma minimizar elogios”, diz Sterling. “Não só é ruim para a nossa autoestima fazer isso, mas também desencoraja quem te elogiou a fazer novos elogios no futuro”. Portanto, se o seu patrão o parabenizar por um projeto, não minimize as horas de trabalho que você gastou, e se seu amigo lhe disser que seus brownies são os melhores que já provou, aceite que você é uma deusa na cozinha.

– Expresse suas opiniões.

Seja no trabalho, numa festa ou no seu clube de leitura mensal, não tenha medo de compartilhar uma ideia que não coincida com a opinião geral do grupo, diz Sterling. “Estar fora do consenso do grupo mostra uma vontade de ouvir opiniões contrárias, mas também diz aos membros do grupo que você confia que as opiniões serão expressadas adequadamente”.

– Apenas diga “sim”.

“É fácil pensar em muitas razões pelas quais você não deve aceitar algo – um desafio, uma oportunidade, um encontro – então faça um esforço consciente para que o ‘sim’ seja sua resposta padrão, mesmo que sua cabeça esteja argumentando o contrário”, diz Rhonda Milrad, LCSW, fundadora e consultora principal de relacionamentos da “Relationup”. “Você vai descobrir que você tem uma vida de oportunidades interessantes e surpresas que você poderia ter perdido.” Vá em frente, concorde em correr meia maratona com seu amigo ou aceite aquele convite para uma noite de jogos – mesmo que você não conheça ninguém, exceto o anfitrião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here