Fatos surpreendentes sobre a Web

0
203

Coisas estranhas que você provavelmente não sabia sobre a web.

Desde a sua criação na década de 1960, a Internet passou de uma experiência militar a um gigantesco organismo vivo cheio de esquisitices e subculturas. Desde que a World Wide Web foi lançada há 24 anos, a internet tem vivenciado um crescimento verdadeiramente explosivo em tecnologia, negócios e cultura.

 

Aqui estão alguns dos fatos bizarros que descrevem a Internet e a World Wide Web. Pegue a sua caneca de cerveja e junte-se a nós para algumas curiosidades verdadeiramente incríveis abaixo!

1 – A Internet Requer Aproximadamente 50 Milhões de Cavalos de Eletricidade

Sim. Com cerca de 8,7 bilhões de dispositivos eletrônicos conectados à Internet, a eletricidade necessária para executar o sistema por um dia é muito importante. De acordo com Russell Seitz e os cálculos de Michael Stevens, 50 milhões de cavalos de eletricidade são necessários para manter a Internet em execução no seu estado atual.

2 – São necessários 2 bilhões de elétrons para produzir uma única mensagem de e-mail.

De acordo com cálculos de Michael Stevens e Vsauce, uma mensagem de e-mail de 50 kilobytes usa uma base de 8 bilhões de elétrons. O número soa ridiculamente enorme, sim, mas como os elétrons pesam quase nada, 8 bilhões deles pesam realmente muito pouco.

3 – Dos 7 bilhões de pessoas no planeta Terra, mais de 2,4 bilhões usam a Internet.

Enquanto a maioria desses cálculos não pode ser confirmada com precisão, há alta confiança entre a maioria das estatísticas da internet que mais de 2 bilhões de pessoas usam a internet e a Web como uma questão de hábito semanal.

4 – A Internet Pesa Tanto quanto Um Morango.

Russel Seitz é um físico que tem reunido alguns números muito precisos. Com alguns pressupostos de física atômica, os bilhões em cima de bilhões de “dados em movimento” movendo elétrons na Internet totalizam aproximadamente 50 gramas. Isso é o peso de um morango.

5 – Mais de 8,7 Bilhões de máquinas estão atualmente conectadas à Internet.

Smartphones, tablets, computadores, servidores, roteadores sem fio e hotspots, unidades de GPS para automóveis, relógios de pulso, geladeiras e até mesmo máquinas de refrigerantes: a Internet é composta por bilhões de aparelhos. Esperamos que isso cresça para 15 bilhões de gadgets até 2015, e para 40 bilhões de gadgets até 2020.

6 – A cada 60 segundos, 72 horas de vídeo são postadas no YouTube.

… e dessas 72 horas, a maioria dos vídeos são sobre gatos, movimentos de dança de Harlem Shake e coisas absurdas que ninguém está interessado. Você goste ou não, as pessoas gostam de compartilhar seus vídeos amadores na esperança de que ele vá virar um viral e conseguir um pouco de fama.

7 – Os elétrons se movem somente uma dúzia de metros antes de parar na rede. 

Sim, um elétron não viaja muito longe através dos fios e transistores de nossos computadores; eles se movem talvez uma dúzia de metros ou mais entre as máquinas, e então sua energia e sinal é consumido pelo próximo dispositivo na rede. Cada dispositivo, por sua vez, transfere o sinal para um conjunto adjacente de elétrons e o ciclo repete-se novamente desde o início da cadeia. Tudo isso acontece em frações de segundos.

8 – Os 5 milhões de terabytes da Internet pesam menos do que um grão de areia.

Pesando ainda menos que toda a eletricidade em movimento, o peso do armazenamento de dados estáticos da internet (“dados em repouso”) é incrivelmente pequeno. Depois de tirar a massa dos discos rígidos e transistores, surpreende a nossa mente que 5 milhões de TB de dados é equivalente a menos massa do que um grão de areia.

9 – Mais de 78% dos norte-americanos usam a Internet.

Os EUA e a língua inglesa foram as influências originais que geraram a Internet e a World Wide Web. Faz sentido que a grande maioria dos americanos dependam da Web como uma parte diária da sua vida.

10 – 1.7 bilhões dos usuários da Internet estão na Ásia.

Isso é certo: mais da metade da população regular da Web reside em alguma parte da Ásia: Japão, Coréia do Sul, Índia, China, Hong Kong, Malásia e Cingapura são apenas alguns dos países com esta alta taxa de adesão. Há um número crescente de páginas da web publicadas nestas línguas asiáticas, mas a linguagem predominante na Web continua a ser o inglês.

11 – As Cidades com a melhor conexão estão na Coreia do Sul e Japão.

De acordo com a Akamai, a rede mundial de infraestrutura de cabos de internet e sinal sem fio mais rápidas estão na Coréia do Sul e Japão. A velocidade média de banda larga é de 22 Mbps, muito acima dos Estados Unidos (com míseros 8,4 Mbps).

12 – Mais de metade do tráfego na Web é Streaming e compartilhamento de arquivos.

O compartilhamento de mídia e arquivos é a distribuição de músicas, filmes, softwares, livros, fotos e outros conteúdos consumíveis aos usuários. A transmissão de vídeos do YouTube é um exemplo do compartilhamento de arquivos. Torrent P2P é outra forma muito popular de compartilhamento de arquivos. Há rádios on-line, que transmitem cópias temporárias de música para o dispositivo, juntamente com Netflix, Hulu e Spotify. Não se engane: as pessoas querem seus arquivos, e eles querem tanto que metade do tráfego da World Wide Web é o compartilhamento de arquivos!

13 – Namoros virtuais geram mais de 1 bilhão de dólares por ano.

De acordo com a Reuters e PC World, os números de encontros on-line nos EUA são muito altos. Embora isto só se traduza parcialmente em outros países, é seguro dizer que as pessoas aceitaram o risco de usar a World Wide Web para encontrar amor e amizade, mesmo que isso signifique gastar 30 dólares por mês no cartão de crédito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here